sexta-feira, 28 de maio de 2010

Cooperação em Rede

Draguinho, diferente de todos, parecido com ninguém.
Há duas semanas atrás a colega do PEAD Bia Guterrez, deixou um comentário aqui no blog: Coloca no google "Draguinho, diferente de todos, parecido com ninguém." É um livro bem interessante. Trabalhei com meus alunos, lendo em capítulos... 
O fiz e me encantei com a história. Entrei no site da editora e encomendei o livro. Cheguei na Escola e falei para as crianças. Eles ficaram muito curiosos para conhecer Draguinho, enquanto o livro não chegava, ensinei para as crianças a música Puff, o dragão mágico - versão de Renato Teixeira.


Como é interessante a rede que se constitui aqui nesse espaço. Vira uma verdadeira ferramenta de interação que eu espero continuar a usar após o término do curso e talvez com mais intensidade por, daí, dispor de mais tempo.
Na mesma postagem tem um comentário da colega Kátia Diehl, que também vem em meu socorro, mas sobre essa postagem irei falar mais tarde...

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Visita

Esta semana recebi a visita das professoras Célia e Nazareth que estão acompanhando o meu estágio curricular. Não posso dizer que não estava ansiosa por essa visita, estava sim, pois sei que estou sendo avaliada e isso me deixa um pouco insegura, devido aos "meus monstros e fantasmas" daquela antiga avaliação (excludente, classificatória, reprovadora, etc.) dos quais, aos poucos, estou conseguindo me libertar. 
Ansiedade a parte, tudo foi muito tranquilo: Quando elas chegaram, nós estávamos no Laboratório de Informática, as crianças puderam mostrar um pouco do que já sabem fazer, os textos que estão construindo e que  já conseguem se ajudar uns aos outros. 
No dia anterior a visita, tirei a máquina da bolsa para carregar as pilhas, pois queria registrar o momento e acabei esquecendo a máquina em casa, foi uma pena.
O mais legal nisso tudo foi que pude perceber o quanto as professoras estão imbuídas no sentido de nos auxiliar, questionando e mostrando outras possibilidades que às vezes a gente, por estar muito envolvida no processo, não percebe.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Refletindo




Em resposta aos questionamentos da Tutora Maura, resolvi fazer uma postagem ao invés de apenas responder através de mail ou postar um comentário na postagem questionada:
Situando o leitor: Com o intuito de minimizar os problemas de relacionamento que estamos enfrentando em sala de aula, fiz um planejamento com textos e atividades sobre convivência. Para que minha intenção se concretizasse, para que pudéssemos ter um relacionamento com limites, respeito e favorecendo a construção da autoestima de todos os alunos, li os textos que estudamos em psicologia, principalmente no TCC da graduanda B. G. F., orientada pela professora Luciane - A CONSTRUÇÃO DOS LIMITES DAS CRIANÇAS – 2009.
O resultado obtido após a semana de trabalho, foi muito positivo e produtivo, pois consegui levá-los a refletir sobre a sua agressividade ao se relacionar, os alunos, foram unânimes em concordar que muitas vezes uma palavra que um diz sem pensar pode desencadear uma situação muito desagradável. Minha intenção é que "todos" consigam mudar a forma de se relacionar para consequentemente ver o mundo além do seu próprio "umbigo". O que pude observar, nessa semana é que muitos alunos já demonstram autonomia nos debates e muitas vezes interagiram com o colega para minimizar um conflito ao invés de instigá-lo para a agressão. 
Em anos anteriores, eu encaminharia os alunos que estavam extrapolando os limites para o SOE, mas agora eu me sinto mais segura para resolver estes conflitos em sala de aula, pois tenho onde buscar os subsídios necessários. Não podemos esquecer que para haver colaboração entre os alunos é primordial que haja respeito, visto que de outra forma não há como aceitar as ideias do outro para uma escrita colaborativa.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Viver com

Nesta semana, voltamos a ter problemas sérios de convivência na sala de aula, um aluno chegou a quebrar uma mesinha na sala de informática. 
Durante todos os anos de exercício do magistério, nunca tinha tido um aluno que não se sensibilizasse com minha intervenção, estou me sentindo meio impotente, planejei para a 5ª semana um trabalho voltado as questões de convivência, espero que dessa forma as coisas se ajeitem e possamos desenvolver atividades inovadoras e diferenciadas. 

Conceitos a serem desenvolvidos:
Limite, respeito, regras de convivência, autoestima e autonomia.