segunda-feira, 30 de outubro de 2006

Semana 5 / ECS 7 - MARX & ENGELS I


Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Pedagogia Anos Iniciais do Ensino Fundamental

Escola, Cultura e Sociedade – A
Nome do aluno: Ivana Molina
Número da atividade: Semana 5 / ECS 7 - MARX & ENGELS I
Pólo: Alvorada
Prof.ª Vera Corazza
Tutoras: Simone Ramminger
Fernanda Silva Hoffmann

Enfoque temático:
Construção de concepções de humano mundo - educação: A perspectiva marxista.

Tema: concepções de humano, mundo e educação na perspectiva marxista.

Marx & Engels

Karl Marx nasceu em 1818 na Alemanha, foi filósofo, economista, estudou direito em Berlim, dedicando-se especialmente a história e a filosofia. Fazia parte do grupo hegeliano de esquerda, que interpretava as idéias de Hegen do ponto de vista revolucionário e foi organizador do movimento proletário internacional.
Em Paris conheceu Friedrich Engels, filósofo alemão que nasceu em 1820, que junto com Karl Marx, fundou o chamado Socialismo Científico ou Comunismo. Engels, foi seu companheiro e colaborador em idéias e publicações tais como a obra "O Manifesto do Partido Comunista", considerada a obra fundadora do "marxismo".
Para Marx, a sociedade se constituía a partir das relações de trabalho e que as classes sociais são determinadas pelo acesso maior ou menor ao capital – O sistema capitalista é o responsável pelas relações de opressão entre burguesia e proletariado.
As consciências são formadas de acordo com a forma em que as pessoas conseguem suprir suas necessidades básicas: primeiro matar a fome, depois refletir sobre o mundo.
A sociedade não é estática, pode ser modificada a partir da tomada de consciência das classes oprimidas.
A sociedade capitalista é estruturada em duas bases: a estrutura – meio de produção, divisão de capital e classes sociais que origina a superestrutura: ideologias, leis, regras e sistemas políticos.
O Método de Pesquisa de Karl Marx era o Materialismo Histórico-Dialético – os fenômenos materiais que determinam à vida humana são processos que não agem passivamente sobre o espírito humano, podendo o mesmo, reagir contra essas determinações.
Marx analisa a sociedade buscando alternativas para modificá-la, através da ação, reflexão e tomada de consciência, observando os meios e relações de trabalho como principal fonte de análise.
Foram feitas muitas críticas a Karl Marx por Karl Popper, onde discorda deste e diz que a história obedece às leis e se compreendidas podem antecipar o futuro, pois segundo Popper, a história não pode obedecer às leis e o considera como "não-ciêntifico". Éric Voegelim, diz que Marx levanta questões que são impossíveis de serem resolvidas pelo "homem-socialista" e, que Marx conduz a uma realidade alternativa.
Ainda hoje, Marx exerce influência. É uma referência para discutir os aspectos políticos, econômicos e sociais das sociedades contemporâneas.
As críticas começaram desde a publicação de suas obras onde muitas vezes, foi ignorado e outras vezes, mal compreendido até mesmo por seus seguidores.

Um comentário:

rosana disse...

Teu texto ficou ótimo,estes dois filósofos parecem que vivem atualmente, se adequadam com nossa realidade.Beijos.